Tathiana Pedroso's Blog

pensamentos, educação e arte

ser ou não ser? 17 de março de 2012

Filed under: Arte educação — tathianacores @ 16:00
Tags: , , , , , , ,

       Acho lindo quando alguém fala que queria ser o que é hoje desde criança! Parei para pensar o que eu queria ser, mais uma vez (já fiz um post sobre meus quereres infantil, aqui!)!

      Morava com meus pais e irmãos em uma casa grande quando pequena. O quintal era enorme, praticamente do tamanho da casa! Nele chegamos a ter um saguí (meu pai era louco!), pássaros e vários cachorros! Eu e meus irmãos fazíamos a casa do cachorro a nossa, do jardim a nossa floresta e todo o espaço acimentado de nossa pista de corrida de velotrol. Em um belo dia minha mãe resolveu fazer um galpão para trabalhar. Durante um bom tempo as máquinas de costura tomaram conta do lugar. Não deixei o espaço. Ficava entre as máquinas querendo percorrer as linhas para seguir o seu destino. Queria costurar – fazer roupas para mim, para as bonecas, para o mundo! Mas só me deixavam experimentar retalhos nas linhas da máquina. Queria aprender e acabei não aprendendo como gostaria. Depois a oficina mudou de endereço. O galpão ficou vazio – prato cheio para a imaginação. Lugar  para guardar o não uso!

      Não sei como, mas apareceram cadeiras e mesas de escola. Logo, eu e meu irmão, fizemos do galpão nosso lugar de fazer lição de casa! Troquei a linda escrivaninha do meu quarto, a mesa da sala, pelo galpão! Apareceu até uma lousa enorme de giz! Dai começou a grande aventura de ser professora… Amigas ou primas em casa: brincar de escolinha. Se não tivesse, tudo bem, eu pegava meu irmão pra assistir as aulas,  fazer lição para eu corrigir e escrever bilhetes de parabéns!

     Quando cresci mais um pouquinho…Assim, um pouco menor do que hoje, me vi dentro de uma sala de aula! Não era como quando criança. Afinal, aulas de artes não tinham a mesma rotina de como eu brincava! Mas a paixão da brincadeira era a mesma! 

     Ontem foi a última aula de uma turma que acompanhei por quase oito meses no curso profissionalizante. Olhava para eles com o coração de amor. Como coração de uma mãe que deixará os filhos seguirem suas vidas sozinhos. Um grande passo para o caminho deles… Mas o coração aperta pensando se terão o melhor caminho possível que poderão conquistar! Apesar de não ser mãe, acredito que é um sentimento muito próximo de uma mãe quando o filho sai de casa, mas o de mãe é multiplicado por 3!

     Meu coração se enche de amor com cada lágrima, com cada palavra de carinho, com cada gesto! Amo muito meus pintinhos!! Sorte à todos!

     Um em especial me encheu os olhos. Um grande dançarino, um grande coração! Ao falar para ele: “vai fazer a sua arte e arrebenta! Não desiste, vai em frente!”, não aguentou segurar as lágrimas. Lágrimas de mais um artista no mundo!

      Quer mais? Brincadeira de criança é bom demais! Eu sou uma eterna brincante do mundo…Evoré!

LungTa feito pelos alunos com palavras do bem para o mundo!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s